Higiene canina: importância e cuidados4 min de leitura

Higiene canina: importância e cuidados

Cachorros, principalmente filhotes, têm muita energia para gastar e costumam brincar bastante. A vida deles é um verdadeiro agito com tantas novidades e atividades. Por isso, manter uma boa higiene canina é fundamental, não só nos filhotes, mas nos adultos também.

O banho

A primeira prática a se adotar é o banho. O ideal é ir acostumando desde filhote porque, além de deixá-los cheirosos, previne o surgimento de fungos e bactérias na pele e evita doenças e parasitas.

Para isso, é fundamental escolher shampoos e condicionadores hipoalergênicos e específicos para o tipo de pelo. Dessa forma, você evita irritações e alterações no pH natural da pele do cachorro.

Em relação a frequência correta dos banhos, não existe uma regra. Tudo vai depender do tipo de pelo, práticas de atividades físicas, estilo de vida: se ele cão fica sempre dentro de casa ou tem passeios ao ar livre, por exemplo. O mais importante é conversar com o veterinário para vocês montarem um esquema de banhos ideal para o seu pet.

Apesar de ser algo natural para nós, alguns cachorros não conseguem se adaptar ao banho “molhado”. Como alternativa, você pode utilizar um gel de banho porque ele possui os mesmos benefícios dos shampoos e condicionadores, porém não necessita de água e seca rápido. Além disso, deixa seu pequeno ou grandão sempre limpo e com sensação de frescor.

Uma outra alternativa para manter o seu pet limpo durante o dia ou depois dos passeios são os lenços umedecidos. Eles são perfeitos para limpar os focinhos, as patinhas, pelos e os ouvidos.

Higiene canina: importância e cuidados
Higiene canina: importância e cuidados

As orelhas

Você sabia que a otite é uma inflamação bastante comum entre os cachorros? Pois é, é muito comum e muitos tutores nem desconfiam.

Higiene canina: importância e cuidados
Higiene canina: cuidados com as orelhas

Não é à toa que as orelhas dos cães precisam de atenção redobrada. Elas acumulam muita sujeira e, se não forem higienizadas com frequência e corretamente, acabam gerando inflamações e infecções no ouvido do cãozinho, como a otite, por exemplo.

Essa inflamação, como já mencionamos, é muito comum e tem diversas causas. Entre os sintomas mais comuns estão: dor, incômodo, coceira e até mal cheiro. Por esse motivo, é recomendado alguns cuidados como: dar banho em locais de confiança; usar protetores auriculares; secar bem as orelhas; e, não remover os pelos dessa região.

Outra forma de prevenção é a higienização adequada. Nesse momento, dê preferência aos produtos em gel, por exemplo, pois não escorregam para dentro dos ouvidos e não geram desconforto no seu cachorro.

Os Dentes

A saúde bucal canina também merece atenção. Assim como nós, eles passam por troca de dentes, podem ter cáries, tártaros e sentem dor quando essa área não é bem cuidada. A escovação precisa ser inserida na rotina deles o mais cedo possível.

Vale lembrar que esse procedimento deve ser feito com cremes dentais específicos, não com aqueles indicados para humanos, combinado?!

É comum o filhote morder e roer tudo que estiver ao seu alcance entre os 4 a 7 primeiros meses de vida. É exatamente nesse período que ocorre a troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes, o que causa muita coceira na gengiva.

Para evitar que ele mastigue aquele calçado preferido ou se machuque mordendo a fiação, tenha em mãos brinquedos adequados. Para isso, já existem mordedores perfeitos que auxiliam a controlar a coceira, a ansiedade e ainda previnem o surgimento de tártaro.

Cuidar de um cachorro requer muita atenção e paciência, mas tenha certeza que todo esforço será recompensando com lambidinhas, carinho e amor incondicional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *