Dicas para curtir o verão com seu pet!

Viagem aérea, e agora como transporto meu pet?
05/12/2018
Vacinas e Calendário de vacinação.
06/12/2018

Atividades ao ar livre, praia, parque, viagens, período de férias, tudo isso chega junto com o verão. E é claro, seu pet pode participar de todas essas atividades,
mas fique atento a alguns cuidados especiais que eles necessitam nessa estação. Confira 12 dicas para curtir seu cão neste verão com muita segurança e bem-estar.

 

1. Não passeie em horários de sol forte (entre 10h e 16h) quando, tanto o ambiente quanto o chão, estão muito quentes.
Nestes horários, o risco é real de o cão queimar as patas (coxim) ao andar no asfalto ou calçada (mesmo para curtos passeios).
2. Cães com focinho curto sofrem ainda mais com os dias quentes, pois a troca de ar para regular a temperatura é prejudicada pela sua anatomia.
Passeie com seu pet apenas nos horários mais frescos.
3. Garanta água fresca em abundância, tanto durante os passeios, quanto em casa.

4. Cuidado com as primeiras vezes do cão em contato com o mar, pois ele pode se sentir desconfortável com a novidade (barulho, movimentação das ondas,
espuma da água, muitas pessoas por perto, etc.)
5. Na piscina, garanta que ele consiga sair da água para evitar problemas caso entre sem supervisão humana. Certifique-se se há escada ou rampa de fácil e livre acesso.
6. O acúmulo de sal do mar ou cloro da piscina pode ser irritante à pele do seu cão. Assim, o excesso deve ser removido com água doce.
7. Seque o cão após atividades aquáticas para evitar fungos e outras dermatites.

8. Escove diariamente o pelo do seu cão quando ele tiver contato com areia e terra. O acúmulo de areia da praia ou terra do campo
na pele do cão pode ser irritante e seu excesso deve ser removido.
9. Assim, dê banhos regulares e realize escovação diária.
10. Proteja com bloqueador solar áreas claras ou sem pigmentação. O risco de câncer de pele é real.

11. Atenção especial à prevenção contra pulgas e carrapatos, pois áreas ao ar livre podem receber outros cães e outras espécies
(como cavalos ou animais nativos, por exemplo), aumentando-se o risco de infestação.
12. Observe casos de diarreia e vômitos (provenientes de viroses ou ingestão de água do mar ou da piscina, com cloro).
Ambos os casos devem ser tratados pelo médico veterinário.

Devemos praticar atividades ao ar livre durante todas as estações do ano, mas no verão essas atividades se tornam mais atrativas.
Aproveite o bom tempo e leve seu pet para passear.
Não esqueça de ter sempre junto água fresca e das dicas acima citadas.

Fonte: Pet Love (http://bit.ly/2FDiTah)

Compartilhe

MENUMENU