Setembro Vermelho: mês da conscientização dos problemas cardíacos nos pets.

Dicas para viajar com o seu pet.
03/09/2018
2ª Edição do Estimacão em Blumenau
01/10/2018

No mês de setembro acontece a campanha “Setembro Vermelho”, com o objetivo de conscientizar e alertar vocês mamães e papais, sobre a prevenção das doenças cardíacas em seus pets.  🐶❤️ 🐱

A expectativa de vida dos pets aumentou e com a predileção por algumas raças predispostas à doenças de caráter crônico, o diagnóstico das doenças cardíacas é cada vez mais frequente. Estima-se que mais de 35% dos cães acima de 8 anos possui algum grau de doença cardíaca.

As doenças cardíacas não têm cura e são em sua maioria progressivas, por isso, é de extrema importância que elas sejam diagnosticadas o quanto antes, para que o animal possa responder melhor ao tratamento e assim permanecer mais estável e com qualidade de vida.

 

🐶❤️ As doenças cardíacas mais comuns em cães, são:

Insuficiência da Valva Mitral: representa mais de 70% das doenças cardíacas em cães, sendo mais comum em cães de pequeno porte. Os sinais mais comuns são tosse, fraqueza e dificuldade respiratória;

Cardiomiopatia: mais comum em cães de grande porte. A fraqueza e desmaio são os sinais mais comuns, além disso, muitas vezes o animal pode ter morte súbita por arritmias cardíacas;

Dirofilariose: conhecida como verme do coração, essa doença parasitária é transmitida pela picada de mosquito. Mais comum em regiões litorâneas e próximas à lagoas e áreas de vegetação. Pode ser prevenida através da administração mensal de um antiparasitário.

 

🐱 ❤️ A doença cardíaca mais comum em gatos, é:

Cardiomiopatia Hipertrófica: essa doença leva a um espessamento exagerado da musculatura do coração, o qual não consegue ser preenchido adequadamente por sangue. Essa é uma doença silenciosa em grande parte das vezes.

 

Diagnóstico

Para um diagnóstico precoce da doença cardíaca em pets é importante observar alguns sintomas já descritos anteriormente, e outros como: intolerância ao exercício, convulsões, língua arroxeada, falta de apetite e perda de peso.  Além disso, é extremamente importante levar seu pet periodicamente ao veterinário para exames clínicos de rotina. Os pets acima de 7 anos devem fazer avaliações como ecocardiograma e eletrocardiograma.

 

Tratamento

Como já sabemos as doenças cardíacas não tem cura, por isso, os objetivos do tratamento são de melhorar a função do coração, diminuir os sintomas apresentados e melhorar a qualidade de vida do seu pet.

 

Fonte: CBN Vitória (https://bit.ly/2MHND8a)

 

Compartilhe

MENUMENU